PRIMEIRO BAZAR CAÇAMBA DO BEM


            Após seis meses do lançamento oficial da marca, o projeto Caçamba do Bem já tem a data para o primeiro Bazar teste. Ele acontecerá no final de semana dos dias 23 e 24 de Fevereiro, das 10h às 17h, no depósito provisório do Caçamba do Bem, em Colombo. “Sim, será uma espécie de teste neste primeiro momento. Assim poderemos avaliar o mercado sustentável na decoração com algumas peças novas e seminovas que estarão à venda. A renda do Bazar, além de pagar os custos iniciais do projeto, já ficará acumulada na conta do Caçamba do Bem, e será destinada ao primeiro projeto que deve ser definido oficialmente nos próximos meses”, diz a designer Marília Bender Almeida.

À venda estarão mais de 500 peças com até 60% de desconto do valor de mercado. Itens doados ao projeto para reverter em ajuda ao próximo. Estarão disponíveis peças de iluminação, portas e esquadrias, louças e metais, tampos em mármore e granito, colchão Box e móveis soltos. Vale lembrar que por serem produtos de doação, não há reposição de estoque e nem garantia. “Tudo passa por nossa avaliação, mas é sempre bom lembrar que, por alguns serem seminovos, podem haver pequenas avarias, mas tudo está em bom estado”, diz Carolina Beckert.

Algumas peças já listadas que estarão no Bazar: Caixa de correio por R$ 20,00; Tijolo de vidro 19cm x19cm x 8cm – 126 unidades – de R$ 7,38 a unidade por R$ 3,50; Puxador de Alumínio para porta de entrada, de R$ 160,00 por R$ 65,00; Spots de iluminação marca Interlight de R$ 35,00 por R$ 20,00 a unidade; Tampo em Mármore Travertino com cuba e misturador por R$ 200,00. São mais de 500 peças escolhidas que estarão à venda no Bazar.

Sobre o Projeto:
Construir um mundo melhor. É assim que um grupo de quatro amigas no ramo de arquitetura e design se unem para criar um projeto inovador: o Caçamba do Bem. Segundo o arquiteto e urbanista naturalizado francês Charles Édouard Jeanneret, mais conhecido como ‘Le Corbusier’, “a arquitetura é o ponto de partida de quem quer levar a humanidade para um futuro melhor”.

            E assim com vontade de criar esse mundo melhor, que as arquitetas comprometidas com um futuro consciente, Camila Picoli, Carolina Beckert, Fernanda Heller e a designer Marília Bender Almeida se juntaram com um mesmo propósito: ajudar. “Sabemos que muitas vezes o lado positivo da nossa profissão não é visto e por isso queremos mostrar o real sentido da arquitetura, levando-a para todas as classes com o intuito de proporcionar melhoria na qualidade de vida e incentivar o desenvolvimento social” explica Marília Bender Almeida uma das idealizadoras do projeto.

            Foi a realidade diária de trabalho que fez com que as amigas detectassem um nicho e assim surge o Caçamba do Bem. “Todas estamos em obras de nossos clientes quase todos os dias. Vemos muitas oportunidades que poderiam ajudar famílias, muitas vezes em entulhos. Foi aí que pensamos no porque não usar esse saldo de obra e criar, além de um bazar beneficente, uma cultura de consumo consciente”, diz Carolina Beckert.

              Vale lembrar que u ma atitude consciente, de quem se preocupa com os outros, com os impactos negativos do consumo na sociedade, na natureza e na economia, só pode gerar um futuro melhor, e é aí que se encaixa o ponto principal do projeto.

            Essa rede do bem irá acontecer em etapas. A inicial é criar um sistema de coleta destes saldos em obras parceiras. São pisos, cubas, portas, porcelanato, e tudo mais que passar pela curadoria das fundadoras do projeto. A segunda etapa será um bazar estilo “garage sale”, onde esses saldos serão vendidos com até 60% de desconto do valor de mercado. E aí sim, a renda levantada neste bazar que irá 100% para projetos pré-estabelecidos de melhorias. “Nossa ideia é ajudar muitas instituições que precisam e assim unir esforços e criatividade para um resultado positivo na vida de muitas pessoas”, explica Camila Picoli.

            Outro ponto muito importante no projeto, os profissionais parceiros que queiram entrar nessa corrente do bem, terão um selo Caçamba do Bem em seus escritórios. Um símbolo que foi especialmente criado para mostrar à sociedade que o escritório também faz parte dessa arquitetura consciente e solidária. “Cada pessoa tem um estilo próprio, uma maneira de ser, mas criar essa rede de benfeitorias e transformar sonhos em realidade é um trabalho que fará tudo fazer sentido”, diz Fernanda Heller.

            Quando pouco é muito qualquer ajuda faz diferença. E é exatamente o que o Caçamba do Bem está propondo, selecionar essas peças para fazer a diferença em muitas vidas.
  
Serviço: Bazar Caçamba do Bem
Data - dias 23 e 24 de Fevereiro
Horário - das 10h às 17h
Local - Rua Abel Scuissiato, 1043 – Colombo - PR

Comentários