INCORPORADORA WEEFOR LANÇA SEU PRIMEIRO EMPREENDIMENTO

O MUDA WF aposta em um conceito que tem as pessoas como foco, resultando em um residencial que vai conectar os moradores com a cidade  

Em 2019, a incorporadora curitibana Weefor surpreendeu o mercado ao lançar o 1º aberto nacional de arquitetura WEEFOR ARQ, que tinha por objetivo selecionar o projeto de seu primeiro empreendimento na cidade de Curitiba (PR). A ideia era buscar arquitetos dispostos a usar a sua força de ação e todo o seu conhecimento técnico em prol de algo que revolucionasse o segmento, integrando pessoa e histórias, resultando em uma conexão única com a cidade.   

Agora, o fruto dessa ideia inovadora acaba de ser lançado oficialmente: o MUDA WF, que vai ocupar um terreno de 1.383,60 m² no bairro Água Verde, um dos mais tradicionais e completos da capital paranaense, propondo uma importante integração com o entorno. O empreendimento está localizado próximo à shoppings, transporte público, clubes, praças, hipermercados, farmácias, escolas, hospitais e comércio no geral. Com o projeto arquitetônico assinado pelo escritório Nachtergaele Navarro Arquitetos Associados, vencedor do concurso lançado pela Weefor, o MUDA WF traz um conceito com forte apelo social, apostando em um público que, além de morar bem, esteja preocupado com o desenvolvimento da cidade e de seus moradores.  

O MUDA WF é resultado de um projeto inclusivo feito por pessoas para pessoas. Um empreendimento que integra o viver, o conviver, o trabalhar e o relaxar, baseado em um amplo e verdadeiro conceito de comunidade. Criamos processos inovadores, abrimos as portas para os arquitetos, projetistas e para os moradores do Água Verde. O resultado de tudo isso é um residencial cocriado por muitos, que consegue refletir melhor aquilo que buscamos em nós, em nossas casas e em nossas cidades: a mudança. Nesta sintonia, a arquitetura proposta pelo escritório Nachtergaele Navarro Arquitetos Associados traz o design como aliado na construção de ambientes integrados que proporcionam o convívio de forma leve e agradável”, detalha Maria Eugenia Fornea, CEO da Weefor


O edifício de oito andares, construído em concreto aparente, oferece 52 unidades com oito tipos de plantas adaptáveis que variam de 53,37 m² a 112,76 m². As opções incluem apartamentos com um, dois ou três dormitórios, todos com uma suíte, além de coberturas duplex. As unidades do MUDA contam com sacada com churrasqueira e hortas autônomas, além de infraestrutura para ar-condicionado e uma vaga de garagem. Para o paisagismo do empreendimento, com destaque para o jardim que envolve o prédio, o Arquiteto e Urbanista Felipe Ferreira escolheu a vertente “naturalista”, composto somente por espécies nativas pertencentes à Floresta Ombrófila Mista, entre elas diversas em risco de extinção, promovendo a regeneração da vegetação local com diretrizes de plantio saudável. “O projeto do MUDA foge do comum, é um empreendimento vencedor de concurso, garantindo, além da boa arquitetura, conforto, bem-estar e uma relação harmônica entre o empreendimento e a cidade. Um prédio integrado ao seu entorno, que promove fruição aos caminhantes e que teve todos os seus materiais selecionados pensando não somente no conforto para aqueles que ali moram, mas no impacto no ecossistema”, comenta Maria Eugenia.  

Abordando a tendência global do home office, que ganhou muita força durante a pandemia e veio para ficar no mercado corporativo, o MUDA WF contará com um coworking. O espaço vai ocupar uma área reservada no térreo do condomínio, cercado de plantas que podem trazer um sentimento de proximidade com a natureza. Além disso, o espaço será todo em vidro, o que dará a impressão de amplitude e conforto para quem irá trabalhar por lá. “O acesso ao coworking será independente, separado da entrada de moradores, o que traz ainda mais segurança tanto para quem visita o local, quanto para quem reside no empreendimento. O espaço será todo em vidro, garantindo a permeabilidade visual, indo de encontro ao conceito dos ‘Olhos da Rua’, da ativista e teórica urbana Jane Jacobs. As pessoas que utilizam o espaço público e/ou costumam contemplá-lo de suas casas exercem uma vigilância natural sobre o que ali acontece. Para que os “olhos da rua” possam atuar, os edifícios precisam oferecer permeabilidade visual entre o interior e o espaço público”, detalha a CEO da Weefor. 

Além de todas essas vantagens, o MUDA WF terá ainda várias novidades tecnológicas, começando pela garagem, implantada no subsolo, que vai oferecer pontos para a instalação de carregadores para carros elétricos. Outro grande diferencial do residencial ficará por conta do conforto térmico, planejado a partir de uma consultoria de eficiência, conforto e sustentabilidade com a Bloco Base. “No MUDA WF, todos os apartamentos atendem no mínimo ao nível intermediário da NBR 15.575, norma nacional de desempenho de ambientes construídos. Com isso, há conforto térmico independentemente da face escolhida, garantindo um ambiente muito mais agradável e aconchegante aos moradores”, destaca Maria Eugenia.

No terraço, o morador do MUDA WF encontrará diversas áreas comuns. Quem gosta de conviver em espaços de uso coletivo poderá aproveitar, por exemplo, a lavanderia coletiva, que será integrada com a brinquedoteca; e uma área focada em entretenimento com salão de festas e espaço gourmet. “Todos esses espaços serão instalados no terraço, com a melhor vista do empreendimento. Um dos pilares da Weefor é a democratização da arquitetura e democratizar a arquitetura também é democratizar o uso dos espaços. Ambientes integrados e compartilhados que têm por objetivo mudar também a forma como nos relacionamos, comenta a CEO da Weefor. “O MUDA WF não é um condomínio clube, acreditamos que a vitalidade urbana só será possível se vivermos a cidade. Consumir os serviços do entorno, apoiando o comércio local, cria um ambiente mais equilibrado e saudável para todos”, complementa Maria Eugenia.  

Para completar, todo os apartamentos do MUDA WF contam com uma horta autônoma e autoirrigável, desenvolvida pela startup curitibana Favo Tecnologia, que será irrigada com água da chuva. O empreendimento possui um sistema de captação de água da chuva, que será utilizado também na limpeza das áreas comuns, na irrigação do jardim do prédio e nos vasos sanitários. Para tornar tudo ainda mais eficiente, o empreendimento também conta com louças e metais economizadores, que juntamente com o reuso de água da chuva promoverão um benefício ao planeta e reduzirão a conta de água dos moradores em até 59%. 


O MUDA WF fica na Rua Pará, n° 900, no bairro Água Verde - Curitiba. No local, funciona o plantão de vendas do MUDA. A previsão é de que o empreendimento seja entregue em julho de 2023. Mais informações pelo e-mail contato@weefor.com.br, no site www.weefor.com.br/muda ou pelo telefone/WhatsApp (41) 3121-3033.

Comentários