Amplitude aproveitada ao máximo














Arte e requinte em uma casa para toda a família. Esse foi o conceito do projeto de 450 m², assinado por Sony Luczyszyn, Gisele Busmayer e Cristiane Maciel, da ArqTríade. A construção, no Alphaville, deveria atender aos desejos de uma criança, um bebê, um cineasta e uma artista plástica. Com espaços amplos e soluções criativas, o desafio foi cumprido e resultou em uma bela casa, sofisticada e com pinceladas de cor nos ambientes neutros.

Antes mesmo de pensar na fachada e na ambientação da residência, as arquitetas
definiram a localização da escada. "Queríamos uma escada central, com iluminação
natural que fizesse com que todos tivessem sempre que passar por esse espaço",
explicou Sony. Acima da escada, uma pirâmide de vidros permite a entrada de feixes
de luz nos ambientes e ilumina todo o piso térreo. Além de conferir uma claridade
única, a clarabóia trouxe um aspecto clean para a moradia, pois valorizou as paredes
em tons de bege, branco e cáqui.

Uma das solicitações dos proprietários foi a integração máxima de espaços, para
permitir uma visão sem quebras ou barreiras e permitir a amplitude máxima de
ambientes. "O andar de baixo é praticamente sem divisórias. O único ambiente que não
se integra totalmente é o home theater, pois lá necessita-se de maior isolamento
acústico", definiu Sony. Dessa forma, os moradores podem desempenhar diferentes
tarefas em lugares distintos da casa sem deixar de interagir.

Para ir de encontro com o clima frio da capital paranaense, foi idealizado um espaço de inverno na casa. No subsolo uma adega rústica, com piso de cimento queimado e paredes de tijolo cru, climatiza reuniões em dias frios. O espaço, normalmente utilizado apenas para armazenamento de vinhos, transformou-se em um ambiente aconchegante para receber convidados. Uma mesa de tronco de madeira foi colocada no centro e a iluminação mais escura retoma o conceito das antigas adegas européias.



Em contraponto com a rusticidade da adega, os quartos das crianças retomam a simplicidade, a tranqüilidade e a alegria da infância. O espaço do bebê foi idealizado em tons neutros, com parede, cortina, cama e berço brancos. O destaque
desse quarto, fica por conta do painel em formato de rolo de filme fotográfico, com fotos do casal com objetos do bebê e da mãe grávida com a filha mais velha. O painel foi acoplado em um espaço na parede, com luz direcionada, que serviu como moldura das fotos. O berço redondo foi um diferencial no espaço e trouxe aspecto inovador à decoração. "O bebê é o centro das atenções, por isso o berço redondo, no meio do quarto", conta Sony.


No quarto da menina, o sonho de pequenas mocinhas foi concretizado e o espaço é repleto de espelhos, bonecas e cores vivas. Para seguir o conceito buscado pelas pré-adolescentes atualmente, e criar um ambiente ao mesmo tempo "mágico" e contemporâneo, as arquitetas escolheram o verde e o vermelho aliados com almofadas peludas e fotos preto e branco. Além disso, uma cortina em tons de vermelho e amarelo separa quarto e closet e garante a multifuncionalidade em um ambiente sem divisórias concretas.

Comentários

Anônimo disse…
Adoramos o berço redondo, sabe aonde podemos comprar? Lindo! Parabéns mto bom gosto. marcio.luiz@live.com
Anônimo disse…
Onde eu encontro esse erço redondo por favor ?

Drodrigue57@ig.com.br
Obrigado

Postagens mais visitadas