O PODER DA ILUMINAÇÃO NO AMBIENTE DE RENATA MUELLER NA CASA COR PARANÁ





O poder da iluminação







Decorar um espaço não é apenas escolher com cuidado objetos decorativos, revestimentos e cores, é preciso valorizá-los e a iluminação é um dos caminhos para isso







Nenhum projeto de interiores está completo sem a parte luminotécnica. Muito mais do que apenas iluminar os ambientes, a luz se tornou, há algum tempo, um elemento fundamental de todo o processo de criação e execução. Os efeitos que podem ser criados por diferentes artifícios de iluminação são inúmeros, destacam e valorizam espaços, revestimentos e itens decorativos.







“Um projeto luminotécnico deve ser pensado de forma totalmente integrada a outros elementos, o conceito é concebido como um todo. Os detalhes mais técnicos e definições de pendentes, luminárias, fitas de LED e os tipos de lâmpadas, por exemplo, são definidos durante o projeto executivo”, explica a arquiteta Renata Mueller. A criatividade na hora de trabalhar esse elemento é um diferencial, além de destacar objetos e revestimentos, ela é capaz de criar cenários, orientar fluxos de circulação de um espaço e transformar um ambiente, deixando-o mais acolhedor e confortável, por exemplo. “Em meus projetos, procuro usar a iluminação principalmente para evidenciar as linhas do design e do mobiliário, mas não existe uma regra geral, depende do que se pretende valorizar e de que forma”, revela a arquiteta.







A automação da iluminação é uma tendência e valoriza ainda mais o imóvel e o projeto luminotécnico. Com ela é possível programar diferentes grupos de luz e em várias intensidades, criando cenas diversas e modificando totalmente o ambiente. Estudar a iluminação mais adequada para cada cômodo também é fundamental, “devemos considerar o conforto que a luz proporciona, qual a função do espaço, economia, design e estrutura elétrica. Em quartos e áreas íntimas, por exemplo, a luz deve ser amarela, mais quente e tornar o ambiente mais aconchegante, mas em escritórios e cozinhas a proposta é totalmente diferente e indico luzes brancas, frias, que estimulam a atenção e são mais realistas”, complementa a profissional. Projetos que valorizam esse elemento é uma tendência, criam soluções diferenciadas e a criatividade não tem limites.







Sobre a Renata Mueller:

Renata Mueller nasceu em Curitiba (PR), cresceu em uma família de engenheiros e a paixão pela arquitetura veio logo cedo. Formou-se em Design de Interiores e logo depois se dedicou ao curso de Arquitetura e Urbanismo. Hoje a arquiteta alia seus conhecimentos das duas áreas em um estilo próprio. Já participou das principais mostras de decoração do Paraná e esse ano está participando, pelo quinto ano consecutivo, da Casa Cor Paraná.







Serviço:



Renata Mueller



Arquitetura. Design. Arte



Rua: Visconde do Rio Branco, 1717, sala 64. Centro.



www.renatamueller.com.br












Comentários