SGD Brasil convida para o coquetel de inauguração do mural em vidro “TRANS PARÊNCIAS", da artista plástica Debora Muszkat

Dia 03 de Dezembro, às 19h, na SGD Brasil

Somente para convidados

A obra “TRANS PARÊNCIAS”, construída pela artista Debora Muszkat com sucata de vidro, revela as possibilidades da arte sustentável e indica um caminho possível para a transformação de lixo ambiental em arte, cultura e educação que gerem renda.

A concepção da artista Debora Muszkat, teve a participação de jovens artistas, curadoria do jornalista e crítico de arte Paulo Klein e o apoio da SGD Brasil.

“TRANS PARÊNCIAS” reflete sobre o Impressionismo, partindo vidro como material básico que permite explorar reflexos e luzes singulares. Exposta ao ar livre, junto à sede da SGD em São Paulo, a obra sofre a interferência do ambiente e das luzes nos vários horários do dia.

“A obra foi concebida para transformar-se com a incidência da luz”, revela a artista. “Absorver as várias nuances da luz do dia e explorar as sombras da iluminação artificial noturna, são características desse mural, concebido para explorar as densidades luminosas em contraste com o mix de cores”, completa Débora.

O crítico de arte e curador Paulo Klein destaca os aspectos sociais positivos da obra de Debora Muszkat, salientando o forte impacto visual que ela proporciona:

“A obra “TTANS PARÊNCIAS”, de Muszkat reúne uma série de aspectos interessantes, seja do ponto de vista do reaproveitamento inteligente do lixo industrial, gerando renda para populações carentes, como - ao colocar em cheque a ética e a estética contemporâneas - oferecendo para se refletir uma obra que reúne várias influências e tendências da arte, para alcançar um resultado impactante único”.

“TRANS PARÊNCIAS” tem cerca de 170 m2 construídos com embalagens em vidro manufaturados para perfumaria, descartes da indústria especializada SGD Brasil, utilizados sobre um suporte de ferro. “Em busca de um elemento ideal, para a fixação dos frascos, se chegou a uma argamassa leve, feita de materiais reciclados como o papelão e o jornal, que poderá ser utilizada no mercado da construção, da arquitetura ou do design”.

Para a realização, a artista contou com a ajuda de diversos profissionais, de jovens atuantes na street art, já parceiros no coletivo D10 e o apoio da SGD, grupo multinacional francês, líder mundial nos mercados de frascos de vidro tanto para a indústria de perfumaria/cosmética como para a indústria farmacêutica. A SGD Brasil é uma empresa comprometida com o conceito de sustentabilidade aliada à arte e à cultura.

A artista Debora Muszkat tem proposto em sua trajetória a descoberta do belo naquilo que parece lixo, despertando a discussão sobre a capacidade das pessoas se relacionarem, interagirem e buscarem nas diferenças a construção de um novo modelo social.

Especializada em arte vidreira na Inglaterra, Debora Muszkat trabalha com diversas técnicas artísticas, do desenho e da pintura ao vídeo e a arte pública.

Fundou o projeto Oficina de Vidro, junto à Secretaria de Estado da Cultura e, desde 1986, expõe sua produção no Brasil e no Exterior. Recentemente uma de suas obras, a “Bola”, pode ser vista em um espaço pouco usual: no cenário de uma novela da Globo.

A “Bola”, obra que foi concebida para a exposição Poéticas da Natureza, exposta no MAC Em 2008, já esteve exposta também no no Centro de Cultura Judaica, foi incluída como peça permanente na galeria de arte da novela Caras e Bocas, de Walcyr Carrasco.

A SGD realizará no dia 19 de Novembro próximo, a partir das 19 horas, apenas para convidados, a inauguração da obra “TRANS PARÊNCIAS”, de Débora Muszkat, num exemplo de consciência ambiental e de difusão de uma arte sustentável que não prejudique o planeta.

Serviço

Coquetel de inauguração da obra

“TRANS PARÊNCIAS,de Débora Muszkat

apenas para convidados

Data: dia 03 de Dezembro de 2009,

Horário: às 19h,

Local: Avenida Santa Marina, 833, Água Branca.

Informações sobre as visitas monitoradas,

com obrigatoriedade de agendamento prévio: (11) 3661.7378

Comentários

Postagens mais visitadas